sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Livro: Marley e eu

Esse livro é um dos meus xodózinhos. Faz muito tempo que li, e ele foi por anos o meu livro preferido. Ele é daqueles livros que você torce para não acabar nunca de ler, e quando termina acabando ficando um vazio, porque você se envolve realmente com a história.
É um livro emocionante, triste e engraçado.
Quem é apaixonada por cachorro como eu, não pode deixar de ler.
E pelo livro ser tão bom, não é á toa que tem o filme já, porém, sempre prefiro o livro. O filme acaba cortando umas histórias e no livro você viaja, imagina os seus personagens, você usa sua imaginação.

Marley e eu, é uma história real, escrita por John Grogan, e lançado em 2009 pela editora Ediouro. Com 302 páginas.




Não quero fazer spoiler (vai que alguém não leu e quer ler ou assistir o filme), então vou escrever somente a sinopse.


John e Jenny haviam acabado de se casar. Eles eram jovens e apaixonados, vivendo em uma pequena e perfeita casa e nenhuma preocupação. Jenny queria testar seu talento materno antes de enveredar pelo caminho da gravidez. Então eles decidiram ter um mascote . Vão á uma fazenda e escolhem Marley. Ficam encantados com Lily, a mãe(de Marley) e só depois tem uma rápida visão do pai, Sammy Boy, um cão rabugento, mal-encarado e bagunceiro. Rezam para que Marley não seja igual ao pai. Suas preces não são atendidas e a vida daquela família nunca mais seria a mesma.

Marley rapidamente cresceu e se tornou um gigantesco e atrapalhado labrador de 44 kgs. Ele arrebentava portas por medo dos trovões, rompia paredes de compensado, babava nas visitas, roubava roupas de varais vizinhos e comia praticamente tudo que via pela frente, incluindo tecidos de sofás e jóias. As escolas de adestramento não funcionaram, Marley foi expulso por ter ridicularizado a treinadora.

Mas, acima de tudo o coração de Marley era puro. Da mesma forma que ele recusava alegremente qualquer limite ao seu comportamento, seu amor e lealdade também eram ilimitados. Marley repartia o contentamento do casal em sua primeira gravidez e sua decepção quando veio o aborto. Ele estava lá quando os bebês finalmente chegaram e quando os gritos de uma adolescente de dezessete anos cortaram a noite ao ser esfaqueada. E por todo esse tempo, ele continuou firme, sendo um modelo de devoção, mesmo quando sua família estava quase enlouquecendo. Eles aprenderam que o amor incondicional pode vir de várias maneiras.

Já me deu vontade de ler novamente esse livro.


Valor: R$25,90 no Submarino.


Alguém já leu esse livro?

Beijo.